Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Itajaí distribui máscaras de tecidos para comunidades carentes

Cerca de nove mil unidades serão entregues até a próxima semana
Data de inclusão: 09/04/2020 17:37

O Município de Itajaí, por meio da Secretaria de Saúde, começou a distribuir nesta semana máscaras de tecido para as comunidades carentes. Cerca de nove mil unidades serão entregues até a próxima terça-feira (14) para moradores do loteamento São Francisco de Assis e dos bairros Nossa Senhora das Graças, Imaruí e Jardim Esperança. A entrega será feita pelos agentes comunitários de cada área. A intenção é dar acesso ao material para que a população mais vulnerável também possa se proteger contra a COVID-19.

> Leia mais notícias sobre coronavírus

As máscaras de tecidos foram confeccionadas pela empresa Colcci e doadas para a Secretaria de Saúde. O objetivo é entregar o material em todas as regiões da cidade para moradores que estão em situação de vulnerabilidade social. A Unidade Básica de Saúde São Francisco de Assis foi a primeira a receber as máscaras: foram entregues 1.074 unidades para distribuição à população do loteamento.

Os agentes comunitários irão de casa em casa entregar as máscaras para as famílias carentes já cadastradas, além de informar sobre a correta higienização do material, tempo de uso, entre outros cuidados. Até a próxima terça, as unidades Nossa Senhora das Graças, Imaruí e Jardim Esperança também receberão os materiais para distribuição.

“Recebemos essa doação e estamos compartilhando com a comunidade mais carente, para que todos tenham acesso a esse instrumento e também possam se proteger do coronavírus. Nos próximos dias devemos receber mais máscaras para distribuir à população vulnerável dos demais bairros da cidade”, ressalta o secretário de Saúde de Itajaí, Emerson Roberto Duarte.

Recomendação de uso

O uso de máscaras caseiras já foi autorizado pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado. Pesquisas apontam que a utilização impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física e auxiliando na diminuição de casos e propagação do vírus.

Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa ter pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face. Podem ser confeccionadas de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que sejam desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

Confira quais devem ser os cuidados com as máscaras:

- As máscaras são individuais e não podem ser compartilhadas, nem mesmo entre familiares.
- A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocar.
- Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
- Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;
- Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
- Enquanto estiver usando a máscara, evite tocar no rosto. Se for necessário, higiene as mãos antes e depois de tocar na máscara;
- Se precisar ajustar a máscara durante o uso, faça pelas tiras laterais e sempre com as mãos limpas;
- Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária/água e sabão. Deixe de molho por cerca de 30 minutos.

Imagens relacionadas

Itajaí distribui máscaras de tecidos para comunidades carentes
Itajaí distribui máscaras de tecidos para comunidades carentes
Itajaí distribui máscaras de tecidos para comunidades carentes
Itajaí distribui máscaras de tecidos para comunidades carentes
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2020 - Município de Itajaí