Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Itajaí busca apoio em Brasília para demandas da cidade

Foram feitas reivindicações referentes à educação, setor portuário, saneamento básico e habitação
Data de inclusão: 08/08/2019 09:14

O Município de Itajaí, representado pelo prefeito Volnei Morastoni e pelo coordenador do Planejamento Estratégico, Alcides Volpato, participou de agendas na Capital Federal na busca de apoio da União para importantes demandas da cidade. Uma das reivindicações que teve sinalização positiva foi o pedido de recursos para conclusão de duas novas creches já em construção.

Em audiência com o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, o prefeito solicitou repasses de verba, hoje atrasados, para finalizar duas obras em andamento. O Centro de Educação Infantil (CEI) Professora Cássia Maria Schneider Soares, no bairro Cordeiros, tem recursos aprovados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) desde janeiro, porém não foram todos depositados pelo Governo Federal. Com mais de 70% da obra concluída, a expectativa é entregar o prédio ainda esse ano. No local serão atendidos 150 novos alunos.

Também há atraso no repasse de verba para as obras do CEI Vereador Elói Camilo Da Costa, no São Vicente. Os recursos são aguardados desde março para continuidade dos trabalhos, que já ultrapassam 65% concluídos. Esta unidade atenderá 200 alunos. “O ministro sinalizou positivamente para solucionar o mais breve possível a resolução deste impasse, até porque são obras que estão mais próximas do fim e atenderão nossas crianças. Essas creches ficam nos bairros mais populosos de Itajaí e são fundamentais para atendermos a demanda da nossa comunidade”, afirma o prefeito Morastoni.

Porto em pauta
Ainda na Secretaria de Governo, foram entregues documentos com pedidos para melhorias na infraestrutura portuária de Itajaí, Via Expressa Portuária e ampliação do porto público. O governo municipal solicitou a aquisição por parte da União de um terminal privado localizado ao lado dos berços públicos, o que poderia deixar Itajaí com cinco berços para operação de navios.

“Há mais de um ano estamos recebendo veículos da General Motors e precisamos adequar nossas instalações portuárias para absorver a demanda mensal de importação, bem como atrair outras grandes montadoras, que já sinalizaram interesse em operar pelo Porto de Itajaí”, defende o prefeito.

Outra agenda relacionada ao Porto aconteceu na Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, com o secretário Diogo Piloni. Foram debatidos temas como o novo processo de concessão do terminal portuário itajaiense e a possibilidade de seção de uso em caráter oneroso para o Município de Itajaí de áreas portuárias que vão da altura dos molhes da barra até o centreventos.

Já no Ministério do Desenvolvimento Regional foram debatidos contratos com o município em execução. O ministro Gustavo Canuto recebeu as reivindicações nas áreas de saneamento básico e habitação. “Tratam-se de obras e ações importantes, algumas com recursos já em caixa, que precisam deste aval federal para colocarmos em prática”, explica Volpato.

Pesca
O prefeito Volnei Morastoni também participou de sessão especial aos pescadores, na Câmara dos Deputados. Itajaí é o maior polo pesqueiro do país e Morastoni se colocou ao lado dos trabalhadores do mar, que reivindicam melhores condições de trabalho e leis que permitam que exerçam sua profissão com mais dignidade.

As agendas em Brasília aconteceram durante toda a terça-feira (06) e ontem (07).  

Imagens relacionadas

Itajaí busca apoio em Brasília para demandas da cidade
Itajaí busca apoio em Brasília para demandas da cidade
Itajaí busca apoio em Brasília para demandas da cidade
Itajaí busca apoio em Brasília para demandas da cidade
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2019 - Município de Itajaí