Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3

Iniciativa pioneira vai tratar dependentes químicos de Itajaí com medicamentos homeopáticos
Data de inclusão: 12/04/2019 16:59

Os profissionais envolvidos no estudo CocaCrack3, que tratará dependentes químicos com medicamentos homeopáticos em Itajaí, se reuniram nesta sexta-feira (12) para alinhar estratégias para execução da pesquisa. O encontro ocorreu no Gabinete do Prefeito e contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Saúde, do Conselho Federal de Farmácia (CFF), da Univali e das unidades de saúde participantes.

> Leia mais notícias sobre Saúde

O projeto CocaCrack3 está na primeira fase de sensibilização das equipes. Por isso, reuniu os profissionais envolvidos para discutir as estratégias de execução e o funcionamento do estudo. Após essa etapa, haverá o treinamento dos profissionais e a execução do estudo, prevista para ocorrer no próximo ano.

A iniciativa inovadora baseia-se no estudo do médico e investigador clínico de São Paulo, Ubiratan Cardinalli Adler, professor da Universidade Federal de São Carlos, que também participou da reunião desta sexta-feira para esclarecer dúvidas. Em Itajaí, a pesquisa será feita com 120 dependentes de crack e cocaína durante 12 semanas. Nesse prazo, o objetivo é confirmar a eficácia da homeopatia para redução da "fissura" pela droga.

O município foi escolhido pelo Conselho Federal de Farmácia pela boa estrutura de sua rede de saúde. “O tratamento auxilia o dependente a sair da fase aguda, mas ele precisa continuar o tratamento e Itajaí possui toda estrutura para isso. Ficamos encantados com a rede que existe aqui”, afirmou a coordenadora regional do projeto e presidente do Conselho Regional de Farmácia de SC, Karen Berenice Denez.

Pesquisa inovadora

A pesquisa será aplicada em oito unidades que contam com equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF) e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF): Cidade Nova I, Cidade Nova II, Cordeiros, Costa Cavalcante, Jardim Esperança, Nossa Senhora das Graças, Promorar II e Votorantim. Também darão apoio ao estudo o Centro de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde de Itajaí (CEPICS), o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) e o Consultório na Rua.

“O projeto já foi aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa e acreditamos que a cidade está participando de um momento importante de resposta ao problema social das drogas no país”, comentou a professora da Univali e coordenadora do local da iniciativa, Noemia Liege Bernardo.

O CocaCrack3 também foi contemplado com financiamento de US$ 100 mil pelo Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde para custeio dos medicamentos homeopáticos, realização de exames e capacitação das equipes.

__________________________
Informações adicionais:
Secretaria de Saúde de Itajaí
(47) 3249-5516

Imagens relacionadas

Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Equipes discutem estratégias de execução do projeto CocaCrack3
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2019 - Município de Itajaí